Cielo integra grupo que sonha com pódio em Roma

O revezamento 4×100 m medley que bateu o recorde sul-americano com 3min33s83 ainda pode baixar esse tempo
São Paulo – Cesar Cielo integrou o revezamento 4×100 m medley do Pinheiros, de São Paulo, que nadou a prova em 3min33s83, novo recorde sul-americano, na sexta-feira, nas eliminatórias da quarta etapa do Troféu Maria Lenk. A equipe não voltou para a decisão da prova, neste sábado, para poupar os seus atletas que ainda terão desafios importantes pela frente no último dia de provas, neste domingo, no Parque Aquático Maria Lenk, no Rio. O SporTV mostra as competições ao vivo.   Cesar Cielo nadará os 100 m livre, prova na qual foi medalhista de bronze nos Jogos de Pequim/2008, neste domingo, a partir das 10 horas (terá de passar pelas eliminatórias, neste sábado, às 17 horas). `Ele mostrou que está melhor do que imaginava para esta época de treinos pesados visando o Mundial de Roma, em agosto. Acho que qualquer 47 segundos que ele fizer nos 100 m livre será um bom resultado´, acentuou o técnico Alberto Silva, do Pinheiros. O velocista nadou os 100 m livre no revezamento do Pinheiros ao lado de Guilherme Guido, no costas, Henrique Barbosa, no peito, e Gabriel Mangabeira, no borboleta, nas eliminatórias de sexta-feira (3min33s83), com o melhor tempo do ano no mundo e novo recorde sul-americano. Para se ter uma ideia da superioridade do grupo, que deve formar o revezamento do Brasil no Mundial de Roma, em agosto, o Minas Tênis Clube ganhou a prova, neste sábado, com 3min42s54. `O tempo do Pinheiros foi muito bom, mas como todos eles, individualmente, podem nadar suas provas abaixo do que fizeram, o Brasil tem condições de bater o tempo do atual recorde mundial do 4×100 m medley, de 3min29s. É certo que essa marca também deve cair em Roma, mas eles podem chegar ao Mundial na briga por medalha´, disse Albertinho. Cesar Cielo levou três medalhas no Maria Lenk até o fim da quarta etapa. O nadador venceu os 50 m livre (21s33), prova em que é campeão olímpico, com recorde do torneio; os 50 m borboleta, com recorde sul-americano (23s42) e o revezamento 4×50 m livre do Pinheiros, também com recorde continental (1min26s42). Ainda levou o recorde sul-americano no 4×100 m medley. Cesar Cielo é atleta do EC Pinheiros e tem patrocínio da Arena e dos Correios.