Cesar Cielo está entre os oito finalistas dos 100 m livre em Xangai

O velocista brasileiro, que é campeão e recordista mundial da prova, obteve o quinto tempo das semifinais, com 48s34
São Paulo – O nadador Cesar Cielo, campeão e recordista mundial dos 100 m livre, se classificou para a final da prova no Mundial de Desportos Aquáticos de Xangai, China. A disputa de medalhas será nesta quinta-feira (28/7), a partir das 7 horas (horário de Brasília), na piscina do Centro Oriental de Esportes. Nas semifinais, nesta quarta-feira (27/7), Cielo fez o quinto tempo – 48s34 – na classificação geral. Foi o terceiro na primeira série, a mais forte (teve tempo de reação de 0s68 e fez 22s77 nos primeiros 50 metros). Cielo ainda melhorou a sua marca das eliminatórias, de 48s41, mas ainda não alcançou o seu melhor tempo do ano, de 48s26, obtido em junho, no Open de Paris. Está na decisão com James Magnussen, da Austrália, o mais rápido das semifinais com 47s90, Nathan Adrian, Estados Unidos (48s05), William Meynard, França (48s25), Brent Hayden, Canadá (48s30), Sebastiaan Verschuren, Holanda (48s41), Luca Dotto, Itália (48s44) e Fabien Gilot, França (48s46). “Segurei um piano nas costas. Não dá para dizer que o meu final de preparação foi o ideal nas últimas três semanas. Os caras estão voando”, observou Cielo, referindo-se à alta competitividade da prova em Xangai. Magnussen nadou os 100 m livre abaixo dos 48 segundos e, nas eliminatórias, os 16 classificados fizeram tempos inferiores a 49 segundos. Cesar Cielo, que já ganhou a medalha de ouro nos 50 m borboleta no primeiro dia de competições em Xangai, ainda vai nadar os 50m livre – as eliminatórias serão na noite desta quinta-feira (28/7), a partir das 22 horas (horário de Brasília). Cielo também vai integrar o revezamento 4x100m medley do Brasil, que terá classificação na noite de sábado (30/7), sempre pelo horário de Brasília. Nos 50 m livre, Cielo tem o melhor tempo do mundo no ranking este ano, com 21s66, feito no Open de Paris, em junho. Cesar Cielo é atleta do Flamengo e tem patrocínio de Avanço, Embratel, Arena e Gatorade.