Cesar Cielo assume topo do ranking nos 50 m livre em sua preparação para o Maria Lenk

O velocista campeão olímpico e tricampeão mundial nadou a distância em 21s74 e ainda venceu os 100 m livre e os 50 m borboleta em sua estreia na Fiat/Minas
Cesar Cielo agradece carinho da torcida da Fiat/Minas
Cesar Cielo agradece carinho da torcida da Fiat/Minas
São Paulo – O velocista Cesar Cielo encaixou o Torneio Metropolitano Infantil a Sênior, em Belo Horizonte, Minas Gerais, em sua preparação para o Troféu Maria Lenk, em São Paulo – de 21 a 26 de abril, na piscina do Ibirapuera, a competição de clubes mais importante no primeiro semestre. O Metropolitano também serviu para Cielo entrar no espírito da equipe Fiat/Minas. Cesar Cielo venceu as três provas que disputou em sua estreia na nova casa, os 100 m livre e os 50 m borboleta, na sexta-feira (21/3), e os 50 m livre, no sábado (22/3). E ainda fez o tempo mais rápido do mundo do ano nos 50 m livre, com 21s74 – ocupa agora o topo do ranking. O australiano James Magnussen liderava, com 21s88, e o norte-americano Nathan Adrian já havia nadado os 50 m livre em 21s89. “É o caminho certo. Agora é o momento de focar o treino na velocidade e descansar. Isso vai me deixar mais rápido para a disputa do Maria Lenk”, disse Cielo, que chegou no Brasil há dez dias, depois de dois meses em Phoenix, no Arizona, e se adapta aos treinos no Minas Tênis Clube, com o treinador australiano Scott Volkers. Cesar Cielo, que foi tricampeão mundial dos 50 m livre no ano passado, em Barcelona, já havia nadado a distância nesta temporada no Grand Prix de Orlando, em fevereiro, com 22s15 – tinha o quarto tempo do mundo no ranking até assumir a ponta no fim de semana. “Errei no momento do aquecimento e, quase na hora de cair na água, estava um pouco frio. Não estava muito confiante. Mas tento aproveitar toda oportunidade para fazer o meu melhor e acabei nadando bem”, disse Cielo, feliz com o bom resultado.
Cielo é ídolo da garotada do Minas
Cielo é ídolo da garotada do Minas
Na primeira vez em que caiu na água defendendo a sua nova casa, a Fiat/Minas, para “já estar dentro do espírito da equipe antes do Maria Lenk”, Cielo venceu as duas provas, com chuva. Nos 100 m livre fez 49s11 (no ano, Cielo tinha 49s28, tempo que nadou no Grand Prix de Orlando). Nos 50 m borboleta fez 23s44, o segundo melhor do mundo no ano. Cielo havia dito que não estava preocupado com marcas, mas sim com o fato de a competição servir de estreia na nova equipe e ter encaixado na fase atual de treinamento. Cielo também agradeceu o público na arquibancada e deu muitos autógrafos para as crianças presentes no Parque Aquático do Minas. “Foi muito bacana competir pela primeira vez pela Fiat/Minas. Estou feliz, fiz tempos legais, e o mais importante é testar o treinamento. Essa competição faz parte da preparação para o Maria Lenk, nosso grande objetivo na temporada. Agradeço à torcida pelo carinho e por ter comparecido… Tinha mais gente do que em um Maria Lenk que disputei.” Cesar Cielo é atleta da Fiat/Minas, equipe de natação do Minas Tênis Clube, e tem patrocínio de Gatorade, adidas, Embratel, Furnas, Fiat e Correios.  

Cesar Cielo aproveita o Metropolitano para entrar no espírito do Minas, a nova equipe

O velocista, campeão mundial e olímpico, estreia pela Fiat/Minas na competição regional mineira: “Eu acabo de chegar e, assim, já vou ficando mais dentro do time”
Cesar Cielo: "Assim, já vou ficando mais dentro da equipe"
Cesar Cielo: “Assim, já vou ficando mais dentro da equipe”
São Paulo – O campeão olímpico e mundial Cesar Cielo estreia pela equipe Fiat/Minas. O velocista faz sua primeira competição na nova casa, nesta sexta-feira (21/4) e sábado (22/4), o Torneio Metropolitano Infantil a Senior, organizado pela Federação Aquática Mineira (FAM), na piscina do Parque Aquático do Minas. Cielo, que foi apresentado como integrante da equipe Fiat/Minas no último dia 13, vai nadar os 100 m livre e os 50 m borboleta, nesta sexta (21/4), a partir das 19 horas, e os 50 m livre, neste sábado, dentro de um programa de provas que começa às 17 horas. “Eu não sabia que ia estar nessa competição até ontem….”, brincou, quando questionado sobre o seu objetivo no Metropolitano – a Fiat/Minas terá 200 atletas, das categorias Infantil, Juvenil, Júnior e Sênior. “Não tenho meta nenhuma de resultado, nem de tempo nem de ganhar as minhas provas. Minha principal competição pelo Minas vai ser mesmo o Troféu Maria Lenk, em um mês. Estou vendo mais pelo lado do treinamento. O torneio encaixou numa data oportuna e também eu tinha acabado de chegar. Então é bom estrear no Metropolitano. Assim, eu já vou ficando mais dentro da equipe”, disse Cesar Cielo. Cesar Cielo é atleta da Fiat/Minas, equipe de natação do Minas Tênis Clube, e tem patrocínio de Gatorade, adidas, Embratel, Furnas, Fiat e Correios.

Cesar Cielo é apresentado como nadador da equipe Fiat/Minas

O campeão olímpico e mundial espera que numa equipe grande, com estrutura física e técnica e um treinador experiente, possa evoluir e ser mais rápido até os Jogos do Rio, em 2016

Cesar Cielo disse que estava precisando de um clube grande
Cesar Cielo disse que estava precisando de um clube grande

Belo Horizonte – O campeão olímpico e mundial Cesar Cielo disse que, depois do tricampeonato mundial dos 50 m livre, estava mesmo precisando nadar por um clube grande, com estrutura física e técnica, que tivesse um treinador experiente como o australiano Scott Volkers, e num grupo, juntamente com outros nadadores que pudessem forçar o treino. E escolheu a equipe de natação Fiat/Minas, do Minas Tênis Clube. O velocista já está morando em Belo Horizonte e foi apresentado oficialmente como integrante do time pelo presidente do clube, Luiz Gustavo Lage, e pelo diretor de Natação, Carlos Antônio da Rocha.

“Entendi que o Minas seria o clube e, o Scott, o cara que também poderia ser importante na minha carreira. Aqui, eu senti, posso ser um nadador melhor, nadar mais rápido que é o que eu quero.”

Cielo, de 27 anos, que é de Santa Bárbara D’Oeste, interior de São Paulo, e estava morando na capital paulista, disse que agora vai precisar de um GPS – em Belo Horizonte, só conhece o Minas Tênis Clube, das várias competições que nadou na cidade. E arrancou aplausos dos demais nadadores quando afirmou: “Está aí um título que ainda não tenho, o de campeão mineiro.”

A conversa de Cesar Cielo com o Minas Tênis Clube começou depois dos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012. Mas a cirurgia nos joelhos fez com que optasse por treinar sozinho na última temporada e nadar por um clube pequeno. “Eu não sabia se conseguiria nadar bem o Maria Lenk, nadar do jeito que um clube grande precisaria. Eu conversei com o pessoal de Piracicaba e senti que precisava ser mais egoísta, investir mais na minha recuperação mesmo. Não me sentiria bem em integrar uma super equipe sem estar apto. Eu queria arrumar a minha casa primeiro”, explicou.

Completou: “Depois do Mundial eu já estava pensando que precisava de um time grande, com essa super estrutura do Minas e aí… foi só dar continuidade… Hoje sei que posso nadar bem qualquer prova, me sinto confortável e estava precisando ver o pessoalzinho aqui na coletiva, ver gente na piscina…”

Cesar Cielo afirmou que não seria mais possível ter a atenção integral de Scott Goodrich, o técnico norte-americano com quem treinou na última temporada – foi tricampeão mundial dos 50 m livre e bicampeão mundial dos 50 m borboleta, em Barcelona/2013. “O Scott é hoje o head coach de uma das maiores equipes dos Estados Unidos (Mesa Aquatics Club) e não seria mais a mesma relação do ano passado quando ele veio morar no Brasil por um tempo e viajava comigo para tudo quanto era lugar. Eu já queria um clube no Brasil e, a partir da hora que essa situação apareceu, eu precisava de um técnico que me passasse experiência, capacidade técnica, confiança, que eu ouvisse, acreditasse e sentisse que seria um nadador melhor treinando com ele.”

Tomou a decisão depois de uma visita recente ao clube e de conversar com Volkers. Cielo chegou esta semana de Phoenix, no Arizona, após dois meses de treinamento, e já está treinando no Minas. Amadurecido, disse que não é muito de discurso, mas acha que pode ser uma “liderança, por exemplos” para a natação do Minas. “Espero que vejam como eu trato a natação, como cuido de chegar na hora e não fazer nem 5 metros a menos do que foi estabelecido para o treino. Espero influenciar de forma exemplar.”

Cielo recebeu as boas-vindas do presidente do clube. “O Brasil está vivendo um momento especial com os Jogos Olímpicos de 2016. O Minas Tênis Clube também, na preparação dos nossos atletas visando à Olimpíada e numa estrutura reconhecida pelo Comitê Olímpico Britânico como excelente. E este é um momento especial, o de receber um atleta campeão olímpico como Cesar Cielo, de muita emoção e honra. Que você seja feliz no Minas e que nossa parceria dure acima de 2016”, disse Lage.

Cesar Cielo é atleta da Fiat/Minas, equipe de natação do Minas Tênis Clube, e tem patrocínio de Gatorade, adidas, Embratel, Furnas, Fiat e Correios.