Cesar Cielo antecipa descanso e põe foco em 2014

O velocista foi 2º nos 50 m livre, pelo Brasileiro Sênior, mas sentiu o cansaço da temporada – foi tri no Mundial nessa prova e bi nos 50 m borboleta – e optou por ficar fora do Open São Paulo – Cesar Cielo botou foco em 2014, em que trabalhará para provas em piscina longa, no primeiro semestre, e para piscina curta, de 25 metros, na segunda metade do ano – o Mundial de Doha, no Catar, será a competição principal. Cielo disputou, neste sábado (21/12), a sua última prova de 2013 e foi à final do Open com o segundo tempo nos 50 m livre (21s92) – também conquistou índice para o Pan-Pacífico da Austrália, em agosto -, mas optou por não competir na final em função do desgaste da temporada. Cielo queria nadar perto de 21s7 pela manhã, mas se sentiu cansado e, após conversa com o técnico Scott Goodrich, decidiu ficar fora do torneio, na piscina do Grêmio Náutico União, em Porto Alegre. “Foi cansaço. Vi que não seria muito melhor que as eliminatórias então achei melhor adiantar as férias”, diz Cielo. Cielo acreditava que poderia nadar os 50 m livre tão rápido quanto no Mundial (21s32) porque vinha treinando bem e está em boa forma física, totalmente recuperado da cirurgia nos joelhos. No Mundial de Barcelona, em agosto, foi tricampeão nos 50 m livre e bicampeão nos 50 m borboleta. Neste sábado, pelas eliminatórias do Open, que vale como Brasileiro Sênior, se classificou em segundo, com Bruno Fratus à frente (21s82), e Nicholas Santos em terceiro (22s32). Cielo e Bruno conseguiram índice para o Pan-Pacífico da Austrália, em agosto. Cesar Cielo vai passar o Natal com a família e depois segue para os Estados Unidos – treinará no Arizona em janeiro e fevereiro. “Também estava planejando o que fazer em relação ao período da Copa do Mundo. É lógico que é um super evento, mas, ao mesmo tempo, tenho de continuar treinando, focado na agenda.” Cielo fica no Brasil em março e abril, meses em que disputará os Jogos Sul-Americanos, no Chile, e o Troféu Maria Lenk. Durante a Copa do Mundo de Futebol, deve treinar nos Estados Unidos. Em agosto, dá início à preparação para o Mundial de Curta, em Doha. Cesar Cielo é atleta do Clube de Campo de Piracicaba e tem patrocínio da Gatorade, adidas, Embratel, Furnas, Audi e Correios.  
Em 2013, Cesar Cielo conquistou o tricampeontao mundial nos 50 m livre e o bi nos 50 m borboleta
Em 2013, Cesar Cielo conquistou o tricampeontao mundial nos 50 m livre e o bi nos 50 m borboleta

Cesar Cielo fecha 2013 no Open e quer ser tão rápido quanto no Mundial

O tricampeão mundial dos 50 m livre nadou a prova em 21s32 em Barcelona, mas treinou bem no segundo semestre e não coloca limites para o que pode fazer
Cesar Cielo: bons treinos e expectativa de ser rápido no Open
Cesar Cielo: bons treinos e expectativa de ser rápido no Open
  São Paulo – O velocista Cesar Cielo encerra uma temporada de superação e muito êxito competindo nos 50 m livre, neste sábado (21/12), na piscina do Parque Aquático Newton Silveira Netto, na sede Moinhos de Vento do Grêmio Náutico União, na disputa do IX Troféu Open de Natação, em Porto Alegre (RS). E o seu objetivo está definido. Treinou para ser tão veloz quanto foi no Mundial de Barcelona, em agosto, quando ficou com o inédito tricampeonato nos 50 m livre, com 21s32 – a melhor marca de todos os tempos na era pós-maiôs (é o atual recordista, com 20s91). Pela manhã, a partir das 9h30, Cesar Cielo disputa o Troféu Daltely Guimarães, válido pelo Brasileiro Sênior. À tarde, a partir das 17h30, o Torneio Open, com os oito melhores do Brasileiro. Em 2013, Cielo foi tricampeão mundial dos 50 m livre e bicampeão dos 50 m borboleta. Ser bem rápido neste fim de ano seria como mandar um aviso aos adversários – “estou aqui” -, já pensando no ciclo até 2016, comenta o paulista de Santa Bárbara D’Oeste, que vai completar 27 anos em janeiro. “Eu gostaria muito de nadar mais rápido do que no Mundial e não estou colocando nenhuma limitação para fazer isso”, diz.
Cesar Cielo: primeiro semestre, piscina longa; segundo, piscina curta
Cesar Cielo: primeiro semestre, piscina longa; segundo, piscina curta
Explica que treinou neste segundo semestre, após a folga do Mundial, melhor do que na primeira metade do ano. “Estou me sentindo fisicamente melhor e, depois de um ano e três meses da cirurgia nos joelhos, posso dizer que o meu joelho direito está quase cem por cento, então… bem melhor. No geral, fiz uma temporada de preparação para o Open muito mais forte do que para o Mundial. Se eu tivesse chegado a Barcelona com o treinamento que fiz agora com o meu técnico (Scott Goodrich), estaria mais confiante. Não tenho mais limitação, nada que me segure, e acho que, principalmente no início da prova, na saída e ondulação, posso ganhar em relação ao Mundial. No Open, espero fazer uma prova melhor nos primeiros 20 metros.” Natal em família, ano-novo nos treinos Depois do Open, Cielo passa o Natal com a família e então segue para os Estados Unidos – treinará no Arizona em janeiro e fevereiro. “Também estava planejando o que fazer em relação ao período da Copa do Mundo. É lógico que é um super evento, mas, ao mesmo tempo, tenho de continuar treinando, focado na agenda. Em março, volto para nadar nos Jogos Sul-Americanos, no Chile, e em abril tem o Maria Lenk. Fico no Brasil. Na Copa, devo voltar para mais treinos lá fora. Em agosto, começa a preparação para o Mundial de Curta, em Doha, e devo fazer a maior parte do treinamento fora também.” Cielo priorizará as competições em piscina longa no primeiro semestre e em piscina de 25 m na segunda metade de 2014. Cesar Cielo tem patrocínio da Gatorade, adidas, Embratel, Furnas, Audi e Correios.

Cesar Cielo arrisca sobre Prêmio Brasil Olímpico: ‘Pode ser a disputa mais difícil de todas’

O campeão olímpico e mundial dos 50 m livre acha que Poliana Okimoto é favorita entre as mulheres, mas aposta em equilíbrio entre os homens candidatos a Melhor do Ano  
Em 2013, Cesar Cielo conquistou o tricampeontao mundial nos 50 m livre e o bi nos 50 m borboleta
Em 2013, Cesar Cielo conquistou o tricampeontao mundial nos 50 m livre e o bi nos 50 m borboleta
São Paulo – O tricampeão mundial e campeão olímpico dos 50 m livre Cesar Cielo aposta que a disputa pelo Prêmio Brasil Olímpico de Melhor Atleta do Ano, entre ele, o ginasta Arthur Zanetti e o velejador Jorge Zarif, todos campeões mundiais em seus esportes em 2013, deve ser uma das mais difíceis dos últimos anos. Em 2013, Cielo foi tricampeão mundial dos 50 m livre, com 21s32 (melhor marca de todos os tempos na era pós-maiôs), e bicampeão dos 50 m borboleta em Barcelona (ESP), em agosto. Cielo é candidato ao tetracampeonato do Prêmio Brasil Olímpico – venceu em 2008, 2009 e 2011. Cesar Cielo concorre com Arthur Zanetti, campeão olímpico e mundial nas argolas, e Jorge Zarif, campeão mundial júnior e da categoria Open na classe Finn. O público vota pela internet até o dia da entrega do Prêmio, nesta terça-feira (17/12), no Teatro Bradesco, em São Paulo (na internet, para votar, acesse http://pbo.cob.org.br/conheca-os-indicados/cesar-cielo-pbo2013). “Vai ser o ano mais apertado de todos e o mais injusto porque os três indicados merecem ganhar. Eu tenho certeza de que o COB está querendo cortar esse troféu em três e dar um pedaço para cada um de nós. Mas não tem como dividir entre três campeões. Eu votei em mim (risos)“, afirma Cesar Cielo, que acha que entre as mulheres há uma favorita absoluta, sua colega da natação Poliana Okimoto. “Na categoria feminina tem um favoritismo mais descarado, que é o da Poliana – primeira mulher a ser campeã mundial na natação, ganhou três medalhas… Para mim, a Poliana já ganhou, mas no masculino acho que a disputa é mais apertada. Os três estão tranquilos por fechar o ano com o título mundial em suas modalidades. Eu estou tranquilo e orgulhoso por fazer parte desse trio. É fechar o ano e comemorar. Vai, vou arriscar…Deve ser o trio mais forte do Brasil na história do Prêmio Brasil Olímpico.” Cesar Cielo tem patrocínio da Gatorade, adidas, Embratel, Furnas, Audi e Correios.

Que venha o tetra!

Cesar Cielo concorre ao título de Melhor Atleta do Ano do Comitê Olímpico Brasileiro, que já conquistou três vezes
Em 2013, Cesar Cielo conquistou o tricampeobanto mundial nos 50 m livre e o bi nos 50 m borboleta
Em 2013, Cesar Cielo sagrou-se tricampeão mundial nos 50 m livre e o bicampeão nos 50 m borboleta
  São Paulo – Tricampeão mundial dos 50 m livre e bicampeão dos 50 m borboleta em Barcelona/2013, Cesar Cielo vai em busca de seu primeiro tetracampeonato, agora fora das piscinas. O nadador, que também é o recordista mundial e tem o ouro olímpico de Pequim/2008 nos 50 m livre, concorre ao título de Melhor Atleta de 2013 do Comitê Olímpico Brasileiro (COB). O Prêmio Brasil Olímpico será entregue no Teatro Bradesco, em São Paulo, no próximo dia 17, quando também se encerra o prazo para a votação dos internautas em Cesar Cielo, pelo endereço http://pbo.cob.org.br/conheca-os-indicados/cesar-cielo-pbo2013. Cesar Cielo conquistou o Prêmio Brasil Olímpico em 2008, 2009 e 2011 e agora disputa o título de Melhor Atleta de 2013 com o ginasta Arthur Zanetti, campeão mundial nas argolas em Antuérpia/2013, e o velejador Jorge Zarif, campeão mundial júnior e da categoria Open na classe Finn.